OEI leva programação especial para festival de inovação social

OEI leva programação especial para festival de inovação social

OEI. 11/09/2019
Tamanho do texto+-

A cidade do Recife (PE) sedia este mês uma das maiores oportunidades de troca de conhecimento na área de inovação social, o Festival Vox. O evento é coordenado pela organização Porto Social e ocupa espaços culturais da capital pernambucana para debater questões importantes para a sociedade como: economia criativa, dever cívico, consciência coletiva, saúde e educação de qualidade.

A Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) é parceira da iniciativa e leva para o Vox uma programação voltada para o empreendedorismo sociocultural. Nesta quinta-feira, 12, o ouvidor adjunto a Controladoria-Geral da União (CGU), Fábio Valgas, e o consultor especialista da OEI, Rodrigo Rossi, participam do painel “Como transformar experiências positivas da sociedade civil em políticas públicas”. O bate-papo acontece às 19h, na Escola de Inovação e Políticas Públicas, que fica no bairro do Derby.

Ontem, foi a vez do diretor da OEI no Brasil, Raphael Callou, debater no Festival Vox sobre o tema “A revolução da periferia”. A roda de conversa ocorreu no próprio Porto Social, que fica na área central da cidade. O bate-papo ressaltou o aspecto das periferias brasileiras que estão deixando de ser encaradas como coadjuvantes do processo de desenvolvimento urbano.

Destacou-se como tais espaços estão cada vez mais passando a exercer seu protagonismo. A discussão mostrou como tem crescido o número de iniciativas de inovação que surgem nos subúrbios e a necessidade de torna-las potencialmente conhecidas.

A parte da programação do Festival que a OEI está inserida chama-se Vox Talks que traz palestrantes para tratar de assuntos atuais, casos de sucesso e avanços no âmbito da inovação social. Dentre os temas abordados estão inclusão financeira, cidades sustentáveis e prática de comunicação não-violenta.

O Festival busca unir iniciativas públicas e privadas das diferentes esferas. A estratégia cultural também visa conscientizar e responsabilizar por meio do diálogo todo o público alcançado. As atividades do evento incluem desde workshops e palestras a painéis de discussão e apresentações culturais. A programação contempla ainda ações de voluntariado.

A OEI tem a cultura como um dos seus focos de atuação, por entender que o espaço ibero-americano se configura, exatamente, como um projeto de integração baseado em elementos comuns, enraizados pelos processos históricos e culturais.

Para a Organização, o fomento à cultura potencializa o diálogo e convivência democrática, como, também, contribui no desenvolvimento de arranjos econômicos locais, regionais e sub-regionais, por meio das indústrias culturais, economia criativa, turismo, meios de comunicação, patrimônio e propriedade intelectual.

A OEI tem como balizador a Carta Cultual Ibero-americana que se constitui em documento referencial no campo da cultura da região. Um dos pontos de convergência da Carta com o Festival Vox está no valor central da cultura como base indispensável para o desenvolvimento integral do ser humano e para a superação da pobreza e da desigualdade.


Saiba mais sobre o Festival Vox

Foto: César Alencastro